Domingo, 13/01/2019 

DESABAMENTO EM MINA DE CARVÃO DEIXA 21 MORTOS NA CHINA

Acidente aconteceu na província de Shaanxi, no centro do país. Parte da estrutura do local cedeu, e causas ainda estão sendo investigadas.

Do G1 

Pelo menos 21 mineiros morreram no desabamento de uma mina de carvão em Lijiagou, na província de Shaanxi, no centro da China, informou neste domingo (13) a agência estatal de notícias "Xinhua".

O acidente ocorreu no sábado por volta das 16h30 (horário local, 6h de Brasília) quando uma parte da mina, onde trabalhavam 87 pessoas, veio a baixo por motivos que ainda estão sendo investigados.

As equipes de emergência conseguiram resgatar 66 pessoas, enquanto nas últimas horas foram recuperados os corpos de 21 mineiros.

As minas chinesas, especialmente as de carvão - principal fonte de energia do país -, registram uma alta taxa de acidentes e estão entre as mais perigosas do mundo, embora nos últimos anos tenha diminuído significativamente o número de acidentes mortais.

No final de outubro, outro acidente em uma mina de carvão da província de Shandong, no leste da China, também deixou 21 mortos.

Em 2017 apenas nas minas de carvão chinesas houve 219 acidentes com 375 mortos, embora esse número tenha representado uma queda de 28,7% em relação a 2016, e foi quase 20 vezes menor que no início da década passada, quando foram contabilizadas até 7 mil mortes por ano.


Veículos de resgate se reúnem na mina após o acidente neste domingo (13) em Shaanxi, no norte da China  — Foto: Li Yibo/Xinhua via AP

Veículos de resgate se reúnem na mina após o acidente neste domingo (13) em Shaanxi, no norte da China — Foto: Li Yibo/Xinhua via AP


Quinta-feira, 10/01/2019 

'NUNCA SABEREI SE MEU PAI ERA UM PEDÓFILO', DIZ FILHA APÓS PAI TER SE MATADO, DEPOIS DE SER ACUSADO EM VÍDEO COMO PREDADOR SEXUAL INFANTIL

Michael Duff foi apontado como predador sexual infantil por 'caçadores de pedófilos' nas redes sociais — e se suicidou alguns dias depois

Do R7 

Michael Duff se matou dias depois do vídeo ser divulgado na internet

Michael Duff se matou dias depois do vídeo ser divulgado na internet

Pelo menos oito homens se mataram no Reino Unido após serem apontados como predadores sexuais infantis por "caçadores de pedófilos" nas redes sociais, informou o programa da jornalista Victoria Derbyshire, da BBC.

Um deles foi Michael Duff. Pela primeira vez, sua filha Lesley fala sobre o trauma gerado pelas denúncias contra o pai no Facebook.

Lesley foi alertada por um amigo que seu pai era acusado de pedofilia em um vídeo no Facebook

"Eu amava muito ele. Era um humorista nato."

"Nós conversávamos sobre todo e qualquer assunto. Ele era a pessoa que eu procurava quando estava chateada - tudo o que eu queria era um abraço do meu pai", desabafa.

Lesley, cujo sobrenome foi suprimido desta reportagem, sempre adorou Duff. Ela nunca suspeitou que ele poderia ter um outro lado, que poderia levá-lo a entrar em contato com uma criança de 15 anos pela internet - e marcar um encontro.

Mas em julho de 2015, quando estava em casa com a filha, foi al

ertada por um amigo que seu pai havia sido confrontado por um caçador de pedófilos em um vídeo que estava circulando nas redes sociais.

A garota de 15 anos com quem seu pai achava que estava em contato era, na verdade, alguém usando um perfil falso - uma "isca" para tentar atrair e expor possíveis predadores sexuais infantis.

Lesley começou a chorar ao se lembrar de como recebeu a notícia.

"Meu amigo disse: 'olha, eu realmente não sei como te

 dizer isso, mas tem um vídeo circulando no Facebook - é o seu pai'."

"Eu fiquei em estado de choque", diz ela.

"Foi no Facebook, e eu sabia que amigos em comum já tinham visto, então não havia nada que eu pudesse fazer."

"Eu devia estar gritando porque minha filha estava no andar de cima... ela me ouviu gritando, e me perguntou o que estava acontecendo."

Ela então disse à filha, que também tinha 15 anos na ocasião, que "o avô era pedófilo".

Em seguida, mostrou a ela o vídeo, algo que diz lamentar profundamente.

Duff se entregou à polícia naquele dia e teve seus computadores apreendidos.

Ele foi solto após ser interrogado e se matou dois dias depois.

Como estava em choque e irritada, Lesley não chegou a conversar com o pai depois que o vídeo veio à tona.

'Manter as pessoas a salvo'

Esta é a primeira vez que Lesley se manifesta publicamente a respeito do pai.

Ela decidiu falar para que "caçadores de pedófilos" possam entender as consequências mais amplas de suas ações.

O programa de Victoria Derbyshire descobriu que pelo menos outras sete pessoas se mataram após terem sido confrontadas por caçadores de pedófilos nos últimos seis anos.

A maioria dos homens tirou a própria vida poucos dias depois de terem sido filmados, identificados e expostos nas redes sociais.

Mas aqueles que estão por trás destas "operações" afirmam que estão prestando um serviço importante — eles alegam que ajudam a manter as pessoas a salvo.

Jamie Lee, de 29 anos, um prolífico caçador de pedófilos — ou "agente de proteção à criança", como ele diz — decidiu desempenhar essa função por ter sido vítima de abuso.

Ele mostra o vídeo de uma de suas "operações", quando um homem de meia-idade chamado Robert — cujo sobrenome optamos por não usar — achava que estava falando com um garoto de 14 anos na internet.

Na verdade, ele estava conversando com Jamie.

"Robert se aproximou de mim", explica Jamie, que diz sempre esperar que os homens tomem a iniciativa de entrar em contato.

"Depois de cerca de duas semanas ele ficou bastante explícito, me dizendo todo tipo de coisa sórdida que faria comigo."

No vídeo, Jamie confronta o homem quando ele sai do carro, pedindo que entregue as chaves para não fugir.

"Se você acha garotos jovens em uniforme escolar atraentes, você é o quê?", pergunta ele, sem resposta.

"Você gosta de garotos novos?", ele tenta novamente.

"Sim, mas nunca fiquei com um", o homem responde.

O vídeo foi transmitido ao vivo no Facebook, com o homem identificado.

Alguns vídeos que identificam os suspeitos de pedofilia são transmitidos ao vivo no Facebook

Alguns vídeos que identificam os suspeitos de pedofilia são transmitidos ao vivo no Facebook

"Você vê o rosto dele mudar", observa Jamie, ao ver o vídeo de novo. "O rosto dele fica sem cor. Ele sabe que está em apuros."

"Vai caindo lentamente a ficha de que a boa vida que ele tem está prestes a chegar ao fim."

"Ele admitiu tudo quando percebeu que havia sido pego em flagrante", acrescentou.

Robert ficou preso por alguns meses após cair na armadilha — ele se declarou culpado por tentar estabelecer uma comunicação sexual com uma criança.

Ele se matou quando saiu da prisão.

Jamie diz que "nunca esperou" que isso acontecesse.

"Meu objetivo é que esses homens encarem o que fizeram."

"Fiquei arrasado quando descobri que Robert se matou, mais ainda por sua família", declarou.

"Eu sigo dizendo a mim mesmo que não é minha culpa. Me sinto um pouco culpado por um homem ter perdido a vida por causa da maneira como me aproximei dele."

"Não estamos fazendo isso para incitar a violência, incitar o ódio. Estamos fazendo isso porque se eles estivessem morando na casa ao lado, eu gostaria de saber", completa.

'Roubando os suspeitos da justiça'

Em algumas ocasiões, a polícia trabalha com os chamados caçadores de pedofilia.

Mas o Conselho Nacional de Chefes de Polícia (NPCC, na sigla em inglês) adverte que eles podem minar as investigações policiais com pouca evidência.

Eles também estão preocupados com retaliações e suicídios.

No caso do suicídio de Duff, Lesley ficou sem resposta sobre a suposta culpa do pai e a dimensão de suas ações.

"Pode ter sido uma única ocasião em que ele fez algo estúpido."

"As pessoas podem dizer que 'o pensamento estava lá', mas a realidade é que ele pode não ter cometido nenhum crime", desabafa.

"Não sabemos, porque assim que ele tirou a própria vida o caso foi encerrado."

"Não sei o que estava no computador do meu pai, e nunca vou saber, porque alguém achou que devia colocar tudo no Facebook, em vez de deixar a polícia lidar com a situação."

Para Lesley, não houve justiça, apenas perguntas sem respostas

Para Lesley, não houve justiça, apenas perguntas sem respostas

Lesley sente que foi deixada sozinha para lidar com as consequências das ações de seu pai.

"Eu recebi ameaças — ameaçando me estuprar, estuprar minha filha", diz ela, enquanto tenta falar em meio às lágrimas.

Ela não foi capaz de fazer um velório para o pai por receio de que justiceiros pudessem aparecer. O inquérito foi encerrado pelo mesmo motivo.

Em vez disso, seu pai foi cremado a centenas de quilômetros de distância.

A morte dele não impediu, no entanto, a circulação de vídeos nas redes sociais.

Alguém que ela conhecia publicou um vídeo no Facebook mostrando o corpo dele sendo levado de casa em um saco plástico por uma ambulância.

Para Lesley, o vídeo é apenas mais um exemplo do tratamento que ela recebeu, que diz não ter feito nada para merecer.

Lesley se opõe fortemente a identificar suspeitos de abusar de crianças na internet

Lesley se opõe fortemente a identificar suspeitos de abusar de crianças na internet

Então, será que é correto "expor" supostos pedófilos na internet?

Jamie acredita que é importante que as pessoas saibam "do que eles são capazes".

Mas concorda que alguns caçadores de pedófilos se comportam de forma diferente — e nem sempre agem com a intenção de levar os suspeitos a julgamento.

"Há uma grande falta de responsabilidade de toda a comunidade", diz ele.

"Há muita gente querendo 15 minutos de fama e isso me irrita."

"Eles pegaram algo que era para ser grande e razoavelmente responsável e não é mais — é um circo, é constrangedor", completa.

Ele disse que decidiu abandonar a caça a pedófilos, ao conhecer Lesley durante as filmagens do programa Victoria Derbyshire, e afirmou que agora quer educar crianças nas escolas sobre os perigos do aliciamento online.

'Eu não queria contar minha história'

Lesley se opõe fortemente a identificar supostos abusadores de crianças na internet, dizendo que a prática se transformou em nada mais do que "exibir" indivíduos para os outros julgarem.

"Eu não queria contar minha história", diz ela, "porque não queria trazer tudo à tona novamente".

"[Mas] está chegando ao ponto agora em que as pessoas precisam saber que, quando postam um vídeo no Facebook, o caso termina para elas, mas não é onde termina para nós [as famílias]".

Para Lesley, não houve justiça, tampouco respostas — apenas perguntas sobre quem o pai que ela adorava realmente era.

"Como meu pai fez algo assim?", ela se pergunta.

"Como meu pai se associou a algo assim — o pai com quem eu cresci, o pai que eu amava?"


Quarta-feira, 09/01/2019 

NOS EUA HOMEM É PROCURADO PELA POLÍCIA APÓS LAMBER CAMPAINHA POR 3 HORAS

Roberto Daniel Arroyo foi identificado por câmeras de segurança da casa dos Dungan, e está sendo procurado pela polícia

Do R7 

A polícia de Salinas, na Califórnia, está investigando um dos casos mais bizarros dos últimos tempos. um sujeito ficou nada menos que três horas lambendo a campainha de uma casa. Para piorar, o homem aparentemente sabia que estava sendo filmado. 

Lamber uma campainha ou interfone não é das coisas mais normais e geralmente nãovemos esse tipo de coisa. 

A filmagem foi gravada pela câmera privada da casa, que pegou uma imagem tão boa do ato que ajudou demais a polícia.

Eles não demoraram nem dois dias para saber que se tratava de Roberto Daniel Arroyo, 33 anos. 

Antes das lambidas, ele ainda foi filmado urinando e mexendo em plantas do jardim da casa. 

O caso é investigado como "invasão de propriedade privada" até o momento. 


Quarta-feira, 02/01/2019 

BEBÊ GIGANTE DE QUASE 7 KG DEIXA MÉDICOS ASSUSTADOS NOS ESTADOS UNIDOS 

Ali James Medlock nasceu com 6,7 kg no Texas, um dos maiores bebês já nascidos nos Estados Unidos

Do R7 

Um bebê acaba de entrar pra lista dos maiores da história. Com 6,7 kg, Ali James Medlock nasceu no Texas no último dia 12. A criança tinha nada menos que 53,3 cm e foi descrita como a maior já nascida no estado americano, segundo o jornal USA Today. 

Ali James nasceu de parto cesárea e exigiu cuidados intensos após seu nascimento, em parte devido ao seu tamanho. Ele tinha nível de açúcar baixo no sangue, assim como baixa produção de plaquetas. 

Após uma semana, seus pais Jennifer e Eric, ambos professores de música, estavam prontos para mostrá-los para a irmã, que também nasceu grande. 

Mas não tão grande assim. Anabelle, a irmã de Ali, nasceu com quatro quilos e os pais diziam já estar preparado para um filho grande. 

JaMichael Johson é o maior bebê já nascido no Texas, em 2011, com 7,2 kg. Quando bebês nascem tão grandes, os médicos o deixam em observação ao menos uma semana, uma vez que pode ser sinal de diabetes e problemas nos órgãos. Mas, em vários casos, a criança nasce saudável.



Quinta-feira, 27/12/2018 

NOS EUA HOMEM COMPRA PASSAGENS PARA SEIS VOOS PARA PASSAR NATAL COM FILHA COMISSÁRIA DE BORDO

Hal Vaughan fez quatro viagens no dia 24 e mais duas no dia 25 só para ficar perto de Pierce, que precisava trabalhar. Passageiro postou fotos de ambos e história fez sucesso.

Do G1 

Decidido a passar o Natal com sua filha, o americano Hal Vaughan passou dois dias viajando pelos ares nos Estados Unidos. Ele comprou passagens para seis diferentes voos para que pudesse passar os dias 24 e 25 de dezembro perto de Pierce, que é comissária de bordo e estava escalada para trabalhar.

A história foi inicialmente divulgada por Mike Levy, um passageiro que se sentou ao lado de Hal em um dos voos e ficou sabendo do plano do pai para acompanhar a filha. Ele postou em seu perfil fotos deles e uma mensagem na qual elogiava: “que pai fantástico! Desejo a ambos um Natal muito feliz!”.

O post viralizou, se tornou assunto na imprensa americana e a própria Pierce também publicou uma mensagem, agradecendo as palavras do passageiro e agradecendo aos demais integrantes da tripulação e aos agentes dos aeroportos que ajudaram seu pai em seus embarques e desembarques.

Hal realizou quatro viagens no dia 24 e mais duas no dia 25 e, segundo sua filha, conseguiu inclusive um upgrade em um dos voos e viajou de primeira classe entre Fort Meyers, na Flórida, até Detroit, no Michigan.


Quinta-feira, 13/12/2018 

ACIDENTE COM TREM DE ALTA VELOCIDADE DEIXA MORTOS E DEZENAS DE FERIDOS NA TURQUIA

Trem colidiu com locomotiva de manutenção pouco depois de deixar a estação central de Ancara. Nove pessoas morreram e 47 se feriram.

Do G1 

Nove pessoas morreram e outras 47 ficaram feridas, nesta quinta-feira (13), depois que um trem de alta velocidade colidiu com uma locomotiva de manutenção em Ancara, capital da Turquia.

Equipes de resgate trabalham nos destroços após acidente de trem de alta velocidade em Ancara — Foto: Tumay Berkin / Reuters

O trem de passageiros saiu da estação central da cidade às 6h30 (horário local, 1h30 de Brasília) com destino a Konya, no centro do país. Seis minutos depois, a composição que circulava a cerca de 80 km/h colidiu com contra uma locomotiva de manutenção que estava retornando de um trilho de controle.

Depois da colisão, o trem saiu dos trilhos e bateu ainda contra uma passagem elevada, provocando o desabamento da estrutura sobre alguns dos vagões.

O ministro dos Transportes turco, Mehmet Cahit Turhan, disse que entre os mortos estão três maquinistas e seis passageiros. "Mais 48 passageiros foram hospitalizados e um deles morreu no hospital. Temos no total nove mortos. A investigação sobre as causas do acidente está em curso", afirmou.

Segundo Turhan, todos os feridos foram retirados do local do acidente.

A Promotoria da Turquia investigará as causas do acidente.

PRESIDENTE DA NIGÉRIA DESMENTE PUBLICAMENTE BOATOS DE QUE TERIA MORRIDO E SIDO SUBSTITUÍDO POR CLONE

'Posso garantir que este é meu verdadeiro eu', disse Muhammadu Buhari. Presidente passou por tratamento médico, o que levou a rumores de que teria morrido.

Do G1 

O presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari, negou neste domingo (2) os boatos de que morreu e foi substituído por um clone. Ele disse que se tratam de "rumores ignorantes".

Buhari posstou a respeito em resdes sociais logo depois de falar a respeito na COP 24, a conferência da ONU sobre mudanças climáticas, que ocorre em Katowice, na Polônia.

"Uma das questões que surgiu na minha reunião com os nigerianos na Polônia foi sobre a questão de saber se eu tenho sido clonado ou não", disse Buhari. "Os rumores ignorantes não surpreendem -- quando eu estava fora em licença médica, no ano passado, muitas pessoas esperavam que eu morresse."

No ano passado, Buhari passou longos períodos em Londres, recebendo tratamento médico. Em uma ocasião, deixou a Nigéria por mais de três meses.

Sua ausência deu lugar aos boatos sobre sua saúde e muitas notícias falsas circularam na internet dizendo que ele havia morrido.

O porta-voz da presidência, Garba Shehu, disse no Facebook que um nigeriano em uma reunião na Polônia perguntou a Buhari se ele era real ou "o famoso 'Jubril do Sudão' - seu suposto dublê" -- levando o presidente a afirmar sua identidade .

Como informa a rede CNN, Buhari foi eleito presidente da Nigéria, a maior economia da África, em 2015. O ex-general tornou-se presidente em sua quarta tentativa de liderança desde que foi deposto do poder em 1985. Buhari estava entre os militares que dominaram a Nigéria décadas atrás. Um golpe militar levou-o ao poder em 1983, e outro golpe militar o derrubou dois anos depois.

© Copyright O interligado