Quinta-feira, 17/01/2019 

POLÍCIA PRENDE PROCURADORA APOSENTADA CONDENADA POR TORTURAR CRIANÇA

GloboNews localizou Vera Lúcia de Sant’anna Gomes em casa. A Justiça não sabia de seu paradeiro até então.

Do G1 

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na manhã desta quinta-feira (17) a procuradora de Justiça aposentada Vera Lúcia de Sant’anna Gomes, condenada por torturar uma menina de 2 anos que pretendia adotar.

Nesta quarta, a GloboNews localizou Vera em seu apartamento, em Ipanema, na Zona Sul do Rio – a Justiça a considerava foragida havia três anos.

A procuradora saiu levada por policiais para a Cidade da Polícia por volta das 8h15, mas passou mal e teve de ser atendida no Hospital Copa D'Or.


Procuradora Vera Lúcia de Sant’anna Gomes deixa prédio presa — Foto: Reprodução/GloboNews

Procuradora Vera Lúcia de Sant’anna Gomes deixa prédio presa — Foto: Reprodução/GloboNews


RELEMBRE O CASO

O episódio chocou o país em 2010. Além de espancar a menina de 2 anos que pretendia adotar, a procuradora aposentada também xingava a criança, segundo a denúncia. Na época, ela tinha a guarda provisória da menina.

O Conselho Tutelar recebeu a denúncia de maus-tratos e retirou a menina do apartamento de Vera Lúcia no dia 15 de maio de 2010. No mesmo dia, ela foi presa preventivamente.

Em 7 de julho do mesmo ano, Vera Lúcia foi condenada em primeira instância a 8 anos e 2 meses de prisão em regime fechado. Em segunda instância, o Tribunal de Justiça do Rio reduziu a pena para 5 anos e 5 meses de prisão em regime semiaberto, em 20 de março de 2014.

Uma semana depois, a procuradora foi solta após obter um habeas corpus do Supremo Tribunal Federal.

Depois de esgotadas todas as possibilidades de recurso, o Tribunal de Justiça do Rio decretou a prisão de Vera Lúcia para que ela começasse a cumprir pena em regime semiaberto, em 13 de maio de 2016. E desde então, ela estava foragida.

A defesa dela já pediu, mais de uma vez, que ela fosse beneficiada com a concessão da liberdade condicional.

No pedido do ano passado, a defesa alegou que, apesar de já ter cumprido o tempo suficiente em regime fechado, ela teve um novo mandado de prisão expedido para cumprimento da pena em regime semiaberto.

O pedido de habeas corpus diz ainda que o novo decreto de prisão contraria o Código Penal, que determina o tempo de cumprimento da pena para fins de livramento condicional. O advogado afirma no documento que o decreto prisional é “totalmente ilegal”.

A Justiça, no entanto, negou o pedido e arquivou o habeas corpus.

O QUE DIZEM OS CITADOS

A produção da GloboNews entrou em contato com a defesa da procuradora aposentada Vera Lúcia Gomes. O advogado disse que eles não têm nada a declarar.




Domingo, 13/01/2019 

BANDIDO É MORTO COM TIRO NO PEITO AO TENTAR ROUBAR LOJA EM ALTO ALEGRE DO MARANHÃO

Blog do Garreto 

Por volta de 01:30h da madrugada desse sábado, 12, a guarnição da Polícia Militar de Alto Alegre do Maranhão recebeu uma ligação do gerente do Armazém Paraíba comunicando uma tentativa de furto ao estabelecimento comercial,  momento em que o segurança veio a efetuar um disparo  contra o elemento fazendo uso de uma espingarda calibre 20. O elemento veio a óbito no telhado da loja. No interior do prédio foi verificado que o bandido tentou entrar pelo telhado, perfurando um buraco no forro.

O ladrão havia amarrado uma corda e pretendia descer para ter acesso aos produtos, mas o segurança que estava no interior da referida loja, efetuou um disparo na direção do teto, alvejando o meliante no peito.

No momento chovia muito e a polícia não teve como verificar o telhado, realizando o procedimento após a parda da chuva encontrando o corpo já em óbito, a 15 metros de onde fora atingido.


JOVEM É ENCONTRADA MORTA E ENTERRADA EM QUINTAL DA CASA DO EX-NAMORADO EM BARREIRINHAS

Do Enquanto Isso no Maranhão 

Uma jovem identificada de 25 anos, foi encontrada morta e enterrada na quinta-feira (10) no quintal da casa do seu ex-namorado, Wellisson Farias Martins, 22, situado no município de Barreirinhas, a 25 km de São Luís.

A vítima identificada como Magda Carvalho Oliveira trabalhava em uma ótica da cidade de Barreirinhas tinha saído para realizar algumas cobranças na terça-feira (8) e, desde então, havia desaparecido.

Desconfiados de que o ex-namorado estivesse com Magda Carvalho, os familiares decidiram avisar aos policiais que foram até a residência de Wellisson Farias e após buscas, com a ajuda do Corpo de Bombeiros, encontraram o corpo da jovem enterrado no quintal da residência dele.

De acordo com os policiais, Magda Carvalho Oliveira foi encontrada com as mãos amarradas e havia um pano no pescoço com sinais de esganadura. Wellisson Farias Martins, o ex-namorado da vítima, foi preso e é apontado pela polícia como o principal suspeito de praticar o crime.

Sexta-feira, 11/01/2019

MULHER É MORTA APÓS TERMINAR NAMORO COM HOMEM QUE DESCOBRIU SER CASADO 

Do Extra 

Uma mulher foi morta pelo ex-namorado em frente de casa, em Formiga (MG), por volta das 22h desta quinta-feira. A filha dela, de 17 anos, também foi alvo de disparos. Em seguida, o autor do crime, tratado pela Polícia Civil de Minas Gerais como feminicídio, cometeu suicídio. A arma usada no crime não era legalizada e foi apreendida.

Milena Pereira Siqueira, de 37 anos, já tinha registrado ocorrência por ameaça contra Emerson Modesto de Faria, de 45 anos, que chegou a ser preso à epoca, mas foi solto após pagar fiança. A polícia afirmou que a motivação dele foi não aceitar o fim do relacionamento.

 De acordo com uma amiga da vítima, Milena terminou com Emerson após descobrir que ele continuava casado, diferentemente do que lhe dizia. O homem, porém, começou a ameaçá-la. Segundo os investigadores, o casal estava junto fazia mais de um ano, com o conhecimento da mulher de Emerson.

"Ele chegou a ser preso em flagrante, mas no outro dia pagou fiança e saiu.. Muitas pessoas disseram em Whats, e confesso que me assustou, ouvi mulheres dizerem 'Ela procurou'. Eu te afirmo, ela não procurou, tentou sair de um relacionamento abusivo sobre ameaças constantes a ela e suas filhas", afirmou a amiga em um post de rede social, acrescentando que Emerson dizia para Milena que estava se separando da mulher. "O final foi este trágico, onde um cara totalmente psicopata, que não teve amor a ele, a família dele, e nem a família dela".

Há exatamente uma semana, no dia 4, Milena procurou a Delegacia de Proteção às Mulheres da cidade onde morava com a filha, informando sobre a ameaça. A Polícia Civil disse que a delegada determinou, imediatamente, que uma equipe de policiais localizasse o autor. Foi emitido um mandado de prisão e estipulada uma fiança, cujo valor foi pago. Com isso, Emerson foi liberado. A assessoria de imprensa da corporação afirmou ainda que foram encaminhadas ao Poder Judiciário o pedido das medidas protetivas.

A vítima tinha comunicado que o ex-namorado não mais a procurava, mas passava de carro frequentemente em sua rua. O mesmo ocorreu nesta quinta-feira. Estacionado a uma certa distância da residência dela, o homem esperou Milena chegar acompanhada da filha. No momento em que elas foram vistas, Emerson se aproximou e efetuou os disparos.

Testemunhas disseram que ele tentou forçá-la a entrar no veículo, mas ela não quis. Logo depois, atirou em Milena e na adolescente. A menina foi socorrida e transferida ainda durante a madrugada para o Complexo de Saúde São João de Deus, em Divinópolis, cidade vizinha a Formiga. Ela precisou passar por uma cirurgia para a retirada de um dos pulmões e segue em estado gravíssimo na Unidade de Tratamento Intensivo.

Dentro do carro de Emerson, foram encontrados um facão, uma corda e braçadeiras, além de projéteis e remédio controlado.

© Copyright O interligado